Categories O mundo da música

Buscando motivação? Que tal seguir o conselho dos maiores atletas de todos os tempos?

Posted on
Buscando motivação? Que tal seguir o conselho dos maiores atletas de todos os tempos?

Todos temos aquela música que nos faz automaticamente pular da cadeira, arregaçar as mangas e ir em busca de um objetivo.

Basta uma visita à academia mais próxima para ver dezenas de pessoas usando fones de ouvido para malhar. Ou a um ateliê, onde um artista busca inspiraçãopara começar um novo trabalho.

Como essas situações, podemos pensar em centenas de outras nas quais a música funciona como um impulso em busca de uma meta.


Estudos recentes, de prestigiadas instituições, mostram que a combinação de sons e ritmos atua, de fato, como um estimulante ao nosso cérebro. Além de ajudar no desenvolvimento do hipocampo, a área responsável pela memória, por exemplo, a música faz com que nosso cérebro produza dopamina e é usada até no tratamento de casos de depressão.

Com tantos benefícios, torna-se natural que atletas de ponta recorram ao método para melhorar suas performances. Muitos esportistas afirmam ser essencial, em seus rituais pré-competição, se desligarem do mundo e voltarem-se para suas canções preferidas para “entrarem na zona”. Uma espécie de dopagem natural, diriam os analistas esportivos.

Pensando nisso, fizemos uma playlist com os sucessos que alguns dos maiores campeões dos principais esportes ouvem antes da ação.


MUHAMMAD ALI (BOXE) – MÚSICA TEMA DE STAR WARS

Lenda absoluta dos esportes de luta, considerado por muitos como o maior atleta de todos os tempos, Ali se destacou dentro e fora dos campos por seu perfil inquieto e revolucionário. Em uma época na qual os aparelhos de reprodução portáteis não eram tão difundidos, o hábito de ouvir música antes de competições esportivas inexistia. o ‘Campeão do Povo’ foi um dos precursores da tradição: em sua luta contra Earnie Shavers, um dos seus adversáros mais difíceis, em 1977, Muhammad exigiu que fosse tocada a música-tema de Star Wars no momento de sua saída do vestiário. Mais tarde, o própio boxeador se tornou o tópico de diversas canções.

MICHAEL JORDAN (BASQUETE) – GIVING YOU THE BEST THAT I’VE GOT

Quem via o jogador de 1,98m, campeão de tudo com Chicago Bulls e o Dream Team americano, antes de um jogo, mal podia imaginar a melodia que se passava em seus ouvidos. Se hoje a maioria dos jogadores da NBA adota as batidas pesadas do hip-hop e as letras com referências voltadas para ostentação, antes dos jogos, Jordan preferia algo mais calmo: “Giving You The Best That I’ve Got”, de Anita Baker. E ia além: não bastava ouvir, ele também cantava a sugestiva música para os adversários em quadra.

MICHAEL PHELPS (NATAÇÃO) – BEAT IT

Antes do começo da Rio 2016, o maior medalista olímpico da História deu uma entrevista na qual contava um pouco de seu ritual antes de entrar na piscina. Para ajudar a conquistar suas 28 medalhas em Jogos, Phelps contou com uma ajudinha do Rei do Pop. Além de Michael Jackson, o multi-campeão também ouvia bastante hip-hop em seus potentes fones.

KERRI WALSH (VÔLEI DE PRAIA) – MR. BRIGHTSIDE

Com nada menos do que três ouros olímpicos e um bronze, a americana de quase 40 anos (e ainda em atividade) tem propriedade para falar de motivação. Metódica, ela revelou que possui uma playlist para cada tipo diferente de treinamento.

SIMONE BILES (GINÁSTICA OLÍMPICA) – PROBLEM

Grande revelação da Rio 2016, com quatro ouros em sua primeira participação, aos 19 anos, a ginasta prefere gêneros e artistas atuais, como pop e eletrônica. Os momentos que antecedem suas apresentações são recheados de nomes como Ariana Grande, Justin Bieber e Beyoncé.

ROGER FEDERER (TÊNIS) – THUNDERSTRUCK

O fato de tocar piano e o perfil tranquilo podem até enganar, mas o suíço, maior vencedor de Grand Slams masculinos, com 19 títulos, é um fã declarado de rock. Apesar de gostar de Lenny Kravitz, os momentos que antecedem sua entrada nas quadras são quase sempre ao som de AC/DC. O tenista, inclusive, fez questão de conhecer (e tietar) Angus Young, guitarrista da banda australiana, durante um Aberto na França.

LIONEL MESSI (FUTEBOL) – 24K MAGIC

O jogador do Barcelona e da Seleção Argentina confessou recentemente que não possui apenas uma música favorita para ajudar a focar antes das partidas, mas sim uma playlist. A relação é composta, na grande maioria, por músicas em espanhol, de nomes como Juanes e da cumbia. Mas La Pulga revelou que adotou recentemente como hábito ouvir também o hit de Bruno Mars antes de entrar em campo.

LEWIS HAMILTON (FORMULA 1) – BACKSEAT FREESTYLE

A Formula 1 é um dos esportes que mais requer atenção. Correndo a mais de 300km/h durante horas, qualquer erro pode ser fatal. Por isso, além de uma extenuante preparação física, os pilotos passam por um exaustivo processo de preparação mental antes dos Grandes Prêmios. Para ajudar a focar, o fenômeno britânico, com três títulos da categoria no currículo, recorre ao rapper americano.

SERENA WILLIAMS (TÊNIS) – WHAT A FEELING

Ela é a maior vencedora de Grand Slams, seja no Masculino ou Feminino.

Suas jogadas são marcadas por muita força física e criatividade. Na hora de escolher a trilha sonora de aquecimento, no entanto, Serena deixa a desejar no último quesito.

O clássico de Irene Cara, popularizado pelo filme Flashdance, dá aquele empurrãozinho que falta às vezes, não podemos negar; Não a toa é figurinha marcada nas compilações de músicas inspiradoras.

 

 TOM BRADY (FUTEBOL AMERICANO) – WHAT’S UP

Apesar de entrar com a música Public Service Announcement, de Jay-Z, nos jogos do New England Patriots e ser fã do rapper, o marido de Gisele, um dos maiores quarterbacks de todos os tempos, revelou recentemente ser fã dessa peculiar canção, do grupo 4 Non Blondes, hit dos anos 90.